Home Artigos e notícias Mudanças no Pix em 2023: especialista explica

Mudanças no Pix em 2023: especialista explica

Saiba o que deve mudar no Pix este ano e entenda como o consumidor é afetado por essas alterações.

24 de janeiro de 2023 - Atualizado 24/01/2023

O Pix é uma ferramenta que está em constante aprimoramento, tendo sido ajustado diversas vezes desde o seu lançamento e, em 2023, isso não vai ser diferente: o Banco Central já anunciou algumas mudanças no Pix.

Agora, o sistema de transferências instantâneas tem novas regras, sendo importante conhecê-las e entender como a atualização do Pix pode afetar quem já está acostumado a utilizar a ferramenta.

Em entrevista ao portal jurídico Migalhas, o advogado Léo Rosenbaum, da Rosenbaum Advogados, aborda essas questões.

Siga na leitura para se informar!

O que mudou no Pix?

Extinção do limite individual por transação

Agora, a imposição de limites por transações não é mais obrigatória, sendo necessário estabelecer apenas um limite por período (diurno ou noturno) que pode ou não ser usado inteiro em uma única transferência.

Para personalizar esse limite, o cliente deve entrar em contato com a instituição financeira e fazer a solicitação.

Em caso de redução, o banco deve aplicar o novo limite imediatamente e, em caso de aumento, o prazo de autorização é de 24 a 48 horas.

Redução do período noturno

Antes das novas regras, o período noturno (em que o limite de transferência é menor) era fixo, começando às 20:00 e se encerrando às 06:00 do dia seguinte. No entanto, agora é possível alterar a duração desse período, que pode ser reduzido em até 2 horas.

Para isso, o correntista pode optar por iniciar o período noturno às 22:00 ao invés de 20:00. Nesse caso, o encerramento continua sendo às 06:00 do dia seguinte.

Pix Saque e Pix Troco

Pix Saque e Pix Troco são funções que possibilitam o uso do Pix para conseguir dinheiro físico.

Para isso, o cliente faz um Pix a um dos comércios cadastrados no sistema e recebe o troco ou a quantia em dinheiro em espécie, sem precisar ir até um caixa eletrônico para fazer o saque.

A principal mudança nessas funções foi o aumento do valor limite da retirada de dinheiro:

  • durante o dia, o limite é de R$ 3 mil (antes era de R$ 500,00);
  • durante a noite, limite é de R$ 1 mil (antes era de R$ 100,00).

Extinção do limite nas transferências para empresas

Desde o dia 02 de janeiro, o limite do BC para transferências via Pix para contas de pessoas jurídicas deixou de existir. Agora, as instituições financeiras têm a liberdade de delimitar o valor por conta própria.

Também pode te interessar:

Golpistas tentam roubar doações com PIX falso do Teleton
Golpe do Pix
Crimes de Pix controlados pelo PCC podem gerar indenização

Compras pelo Pix

Até o ano passado, os limites das compras via Pix eram atrelados aos limites dos cartões de débito. No entanto, com a atualização do Pix, os limites passaram a ser iguais aos da Transferência Eletrônica Disponível (TED).

Aposentadorias e pensões

Antes das novas regras, o Pix só era utilizado pelo Tesouro Nacional para receber taxas e multas, substituindo a Guia de Recolhimento à União (GRU).

Porém, o Tesouro Nacional também pode pagar aposentadorias, pensões e salários por meio de conta-salário associada ao Pix.

Correspondentes bancários

Correspondentes bancários poderão ter uma conta em seu nome para movimentar valores relativos à prestação de serviços pelo Pix, mas somente para receber recursos.

As mudanças no Pix favorecem o consumidor?

O advogado Léo Rosenbaum, do escritório Rosenbaum Advogados Associados, acredita que as mudanças são positivas.

Em vídeo, o especialista explicou ao Portal Migalhas como funciona o Pix Saque e Pix Troco e esclarece que as mudanças são sinônimo não só de mais praticidade, mas também de mais segurança ao consumidor.

Rosenbaum ressalta que estabelecimentos credenciados ao BC podem atrair mais movimento e são favorecidos por contribuir com o Pix Saque e Pix Troco.

Além disso, o advogado explica que o fato de ser obrigatório o credenciamento para a prática dessas modalidades garante o controle pelo BC, que pode fiscalizar as transações.

Por fim, o especialista explicou a jurisprudência que vem se formando sobre o tema, que é favorável ao consumidor em caso de golpes e fraudes.

Confira:

O Escritório Rosenbaum Advogados tem vasta experiência no setor de Direitos do Consumidor. O contato pode ser feito através do formulário no site, WhatsApp ou pelo telefone (11) 3181-5581.

Todo o envio dos documentos e os trâmites do processo são feitos de forma digital, sem necessidade da presença do cliente.

Avatar
Relate seu caso online
Shares
Atendimento Rosenbaum Advogados

Atendimento Rosenbaum Advogados

Olá! Podemos ajudá-lo(a)? Teremos prazer em esclarecer suas dúvidas.