Advogado Especialista em Direito Tributário

Um advogado tributarista possui a função de prover a consultoria necessária para a melhor economia do contribuinte, inclusive atuando em processos judiciais relacionados ao direito tributário. Saiba as áreas de especialidade de um advogado especializado em Direito Tributário e quando contratar um profissional nesta área.

Home Advogado Especialista em Direito Tributário

Somos um país que possui uma elevada carga tributária advinda de diferentes esferas, sejam elas municipais, estaduais ou federais. Daí a importância do Direito Tributário, que atua justamente com as leis que tratam do recolhimento e do pagamento de tributos por pessoas físicas e jurídicas.

Esse campo do Direito demanda um profissional especialista nas relações que envolvem a Receita Federal e outros órgãos fiscalizadores.

O Escritório Rosenbaum Advogados, com 17 anos de atuação e experiência em milhares de decisões favoráveis nas mais diversas áreas, conta com uma equipe especialista em Direito Tributário e fornece atendimento no setor para proporcionar as melhores soluções aos clientes.

Nesta página, vamos descrever quais são as áreas de atuação do Escritório dentro do Direito Tributário e orientar o cliente como proceder para mais chances de êxito.

A principal função de um advogado tributarista é a de reverter possíveis abusos por parte do Fisco e a de auxiliar os contribuintes para obter economia tributária.

Quem é o advogado tributarista?

O advogado tributarista é aquele que tem como principal incumbência auxiliar o contribuinte, garantindo que não ocorra nenhum tipo de abuso fiscal. Ele é o profissional técnico capaz de solucionar litígios e prever soluções tributárias mais eficazes. 

Nesse sentido, ele pode elaborar um planejamento tributário preventivo, com o objetivo de garantir que a sua empresa pague os tributos devidos da melhor forma possível, ou ainda, acompanhar os procedimentos e processos de execução fiscal visando defender o patrimônio dos seus clientes. 

Vale salientar que, apesar de o Direito Tributário estar mais focado no âmbito empresarial, os advogados tributaristas também ajudam nas questões pessoais, tais como correção de declaração de IRPF, ressarcimento de IPI, restituição de INSS e defesa de pessoas físicas que caíram na malha fina. 

Quando devo procurar um advogado especialista em Direito Tributário?

Pessoas Físicas

No caso de pessoa física, o auxílio de um advogado tributarista é essencial quando há dúvidas com relação à declaração de Imposto de Renda e recolhimento de impostos, como ganho de capital e rendimentos. 

Para venda de bens de elevado valor e na sucessão, também um advogado dessa área pode auxiliar na formulação de um planejamento tributário para a economia de impostos. Além disso, em caso de investimentos no exterior ou até mesmo na participação em sociedades ou contratos, a assessoria de um especialista pode ser fundamental.

Pessoas Jurídicas

Para as pessoas jurídicas, em vista da elevada carga tributária, a atuação de um advogado especialista em Direito Tributário pode ajudar na economia da empresa, gerando assim, uma vantagem competitiva. Através de processos judiciais, inclusive, pode-se obter benefícios para a economia tributária e compensação com a restituição de impostos pagos indevidamente. Em procedimentos fiscais, o advogado tributarista deve apresentar uma defesa que envolve conhecimentos complexos, já que o Brasil é um dos países que mais possui leis.

Quais são os principais ramos de atuação do advogado especialista em Direito Tributário?

Confira abaixo:

Defesa em Execuções Fiscais 

A Execução Fiscal é o procedimento que a administração tributária brasileira utiliza para a cobrança judicial dos créditos públicos inscritos em dívida ativa.

Ou seja, quando é constatado o não pagamento no prazo determinado, surge o direito do Estado de ingressar com um processo de execução. 

O início desse processo se dá com a citação do devedor, o qual terá a oportunidade de pagar a dívida ou nomear os bens para penhora. Contudo, o devedor tem direito de apresentar sua defesa, por intermédio de seu advogado.

Defesa em Autos de Infração, Lançamentos e Autuações Fiscais

Diariamente diversas pessoas são autuadas por alguma suposta infração fiscal.

Não obstante, o contribuinte tem direito à defesa, seja no âmbito administrativo ou judicial, no caso de ser autuado pelo fisco. 

Exoneração de Imposto de Renda e contribuição previdenciária para aposentados e pensionistas

A legislação confere determinados benefícios fiscais a aposentados e pensionistas quando portadores de doenças graves, deficientes, vítimas de acidente em serviço ou de doença profissional. 

É importante destacar que esses benefícios fiscais têm a finalidade de permitir que o contribuinte tenha mais recursos para cuidar de sua saúde.

Contudo, existem algumas situações nas quais a administração deixa de reconhecer tal direito, fazendo-se fundamental a assessoria advocatícia.

Tributação de Rendimentos, Ativos e Investimentos no Exterior

Os investimentos no exterior têm atraído cada vez mais a atenção de brasileiros.

No entanto, existem processos específicos acerca de como declarar o Imposto de Renda e pagar impostos aqui no Brasil relacionados a esses investimentos, seja ganho de capital ou rendimentos, o que consequentemente, gera diversas dúvidas.

Pedido de Ressarcimento, Restituição, Compensação e Reembolso

O Pedido Eletrônico de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação(PER/DCOMP) é um sistema de recuperação de tributos.

Mais especificamente, é um programa da Receita Federal do Brasil (RFB) em que o contribuinte pode pedir a restituição/ressarcimento (PER) ou declaração de compensação (DCOMP) de tributos pagos a maior ou recolhidos indevidamente.

Declaração de Capitais no exterior – CBE

A declaração de Capitais Brasileiros no Exterior (CBE) é um documento que deve ser preenchido por brasileiros que possuem capitais no exterior. 

Essa declaração é importante para que o Banco Central possa contabilizar quanto capital brasileiro está circulando no exterior e onde está esse montante.

Gestão de Passivo Tributário e Execuções

A gestão de passivo visa o equilíbrio das despesas e das receitas e o acompanhamento diário das execuções fiscais em andamento. 

Trata-se de uma medida estratégica e preventiva que possibilita evitar a responsabilização pessoal dos sócios e a perda de patrimônio.

Assessoria em operações societárias, joint ventures, fusões e aquisições ou venda de ativos e Due Diligence

Nas operações societárias, o advogado especialista auxilia na reorganização societária, identificando a modalidade mais adequada para a empresa com o objetivo de aumentar a lucratividade, reduzir gastos e ajudar a instituição a se manter no mercado.

Para isso, é fundamental contar com uma assessoria qualificada para garantir a segurança jurídica das operações e o gerenciamento de riscos adequado para atingir os resultados almejados.

Planejamento sucessório e patrimonial

Trata-se de um conjunto de estratégias jurídicas que objetivam definir, em vida, a melhor forma de sucessão.

Nada mais é que a adoção de medidas de ordem preventiva pelo titular do patrimônio em relação ao destino de seus bens após a sua morte.

Tributação do comércio exterior e aduaneira

À medida que ocorre a internacionalização das empresas brasileiras, ampliam-se os fluxos comerciais internacionais.

Assim sendo, é importante contar com uma boa assessoria na para entender quais são os tributos envolvidos no comércio exterior e os procedimentos relacionados às importações e exportações.

Tributação de investimentos estrangeiros

A principal dúvida na hora de investir no exterior é como declarar e tributar esses recursos.

Portanto, o advogado tributarista é importante para que você possa compreender as regras cambiais e tributárias que regem a presença e a participação dos investimentos de não residentes no mercado de capitais brasileiro.

Quais os princípios do Direito Tributário?

  • Princípio da Legalidade – é uma das bases da nossa Constituição, pois protege o cidadão de ações abusivas do Estado;
  • Princípio da Isonomia Tributária – previsto no art. 150, II, Constituição Federal, trata da regra que veda à União, Estados, Distrito Federal e Municípios instituírem tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente;
  • Princípio da Irretroatividade Tributária – a lei deve abranger fatos geradores posteriores à sua edição, ou seja, não pode retroceder para abarcar situações pretéritas. Isso significa que será sempre aplicada a lei vigente no momento do fato gerador;
  • Princípio da Anterioridade Tributária – disposto no art. 150, da Constituição Federal, é um meio de garantir previsibilidade ao contribuinte, evitando cobrança ou majoração de tributos repentinos; 
  • Princípio do Não-Confisco – previsto no inciso IV, do artigo 150, da Constituição Federal de 1988, determina que o Estado não pode utilizar tributo com efeito de confisco;
  • Princípio da Liberdade de Tráfego – está previsto no art. 150, V da Constituição Federal, e proíbe que as entidades políticas estabeleçam limitações ao tráfego de pessoas ou bens, por meio de tributos interestaduais ou intermunicipais;
  • Princípio da Capacidade Contributiva – deve-se tratar cada contribuinte segundo a sua capacidade de arcar com o ônus tributário, ou seja, institui a recomendação constitucional de customização de impostos, de acordo com as realidades econômicas e financeiras dos cidadãos e empresas.

Qual a legislação que regulamenta o Direito Tributário no Brasil?

A principal norma que regulamenta o direito tributário no Brasil é o Código Tributário Nacional, instituído pela Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966, que dispõe sobre o Sistema Tributário Nacional e institui normas gerais de direito tributário aplicáveis à União, Estados e Municípios.

Vale destacar que essa Lei é fundamentada na Reforma do Sistema Tributário advinda da Emenda Constitucional n. 18, de 1º de dezembro de 1965, e no artigo 5º, inciso XV, alínea b, da Constituição Federal.

advogado-tributarista-direito-tributário

Existem outros serviços pertinentes ao advogado na área tributária. São eles: 

  • Arrolamento e Cautelar Fiscal;
  • Consultoria Tributária;
  • Tributação de Verbas Trabalhistas;
  • Penhora de Bens;
  • Bloqueio Judicial em Conta Bancária;
  • Parcelamentos;
  • Bloqueio Judicial de Bens;
  • Dívida Ativa;
  • Impostos Atrasados;
  • Due Diligence;
  • Avaliação do impacto tributário de contratos;
  • Atendimento a fiscalizações e auditorias;
  • Desenvolvimento de planos e políticas de contingência;
  • Preparação ou revisão de declarações de renda;
  • Orientação em questões de previdência social;
  • Aproveitamento de créditos tributários;
  • Preparação de acordos de preços de transferência;
  • Revisão de procedimentos fiscais e fluxos de operações e logística;
  • Estruturação de regimes especiais, regimes aduaneiros e incentivos/benefícios fiscais;
  • Certidão Negativa de Tributos;
  • Utilização de créditos acumulados.

O Escritório Rosenbaum conta com um time de advogados especialistas em Direito Tributário sempre à sua disposição. Entre em contato com a nossa equipe por meio de formulário, WhatsApp ou telefone (11) 3181-5581.

Imagens do texto: Freepik (mindandi)

Relate seu caso online