Home / Carro com passagem em leilão: o que saber antes de comprar?

Carro com passagem em leilão: o que saber antes de comprar?

Dicas
carro-com-passagem-em-leilao-o-que-saber
Avatar

Redação

março 7, 2023

Os carros de leilão são uma opção cada vez mais popular para quem procura um veículo por um preço mais acessível. 

Entretanto, você sabia que também é possível comprar este tipo de carro de uma revendedora multimarcas? Contudo, é preciso ter alguns cuidados fundamentais antes de fechar negócio.

Confira a seguir se vale a pena comprar carros com passagem em leilão das revendedoras e entenda quais são os riscos envolvidos nessa aquisição.

O que significa um carro com passagem em leilão?

Em síntese, trata-se de carros vendidos por revendedoras multimarcas, que foram adquiridos por determinada loja em um leilão.

Esses tipos de veículos geralmente são apreendidos pelas autoridades policiais ou recuperados de financiamentos não pagos e vendidos em leilões públicos, para arrecadar fundos para o Governo ou para os bancos.

A depender do leilão, tanto Pessoas Físicas quanto Pessoas Jurídicas podem se inscrever para tentar arrematá-los.

Nessa via, as lojas de carros são estabelecimentos comerciais que podem participar de leilões de carros e adquirir esses veículos para revenda posteriormente.

Como saber se um carro vendido por uma revendedora tem passagem por leilão?

Conforme determina o art. 31 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), o vendedor de um veículo deve informar ao comprador todos os vícios ou defeitos que o bem possua, bem como qualquer circunstância que possa influir na compra como passagens por leilão. 

Vale salientar que a não observância dessa obrigação pode gerar responsabilidade civil e até mesmo penal para o vendedor, dependendo do caso.

Dito isso, a forma mais comum das revendedoras fornecerem aos seus clientes os dados referentes ao veículo é por meio da apresentação de um laudo cautelar, que é um documento que atesta as condições do veículo, verificando se há alguma pendência ou irregularidade que possa afetar a segurança do carro ou a legalidade da documentação.

Vale a pena comprar carro com passagem em leilão de revendedora?

A principal vantagem de comprar um carro com passagem em leilão diretamente de uma revendedora é que muitas vezes esses carros passam por uma revisão mecânica e por uma limpeza antes de serem colocados à venda, o que pode garantir uma melhor condição do veículo.

Todavia, essa é uma questão que depende de diversos outros fatores, como por exemplo: 

  • qual o valor pelo qual a loja está vendendo-o;
  • quais são as seguradoras que aceitam fazer o seguro do automóvel;
  • qual é o valor estimado de revenda dele no mercado posteriormente.

Quais são os cuidados que devem ser adotados ao comprar um carro com passagem em leilão de revendedora?

A primeira coisa a ser observada é o preço, que deve ser avaliado com cuidado para evitar pagar mais caro do que o valor de mercado descrito na Tabela FIPE.

Logo, é recomendável pesquisar valores de mercado de carros semelhantes e comparar com o preço oferecido pela revendedora.

Outra coisa importante é avaliar a condição do veículo e se ele foi danificado de alguma forma. Por isso, é indispensável fazer um test drive e inspecionar o veículo antes de realizar a compra.  

Para isso, o mais prudente é contar com o auxílio de um mecânico de confiança para fazer uma avaliação do automóvel antes de efetuar o negócio. 

Além disso, é essencial conhecer o histórico do veículo para saber se há registros de sinistros ou acidentes graves.

Vale lembrar que também é possível verificar pendências ou restrições do veículo por meio de consultas nos sites do Detran e da Fazenda, inserindo os dados da placa e do Renavam.

Os carros com passagem em leilão possuem garantia da revendedora?

Quando adquiridos diretamente em um leilão, geralmente, esses carros são vendidos no estado em que se encontram, sem qualquer tipo de garantia. 

Por essa razão, na hora de comprá-los é importante avaliar a condição do veículo e estar ciente de que quaisquer reparos ou manutenções necessárias serão de responsabilidade do comprador.

No entanto, quando revendidos em uma loja, o veículo está sujeito à garantia legal de 90 dias, ainda que não exista documento por escrito, sendo vedado ao fornecedor fugir da responsabilidade oferecida pela garantia, conforme determina o art. 24 do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Também pode te interessar:

Tudo sobre as coberturas básicas do seguro de automóvel
Participar de Leilões online pode ser uma alternativa à crise. Confira abaixo algumas dicas e comece a fazer parte do mercado que está movimentando bilhões por ano no Brasil.
Entenda como funciona a Tabela Fipe

O que fazer se o carro com passagem em leilão comprado da revendedora apresentar problemas depois?  

O prazo para reclamar de defeitos aparentes é de 90 dias a contar do recebimento do veículo.

para os vícios ocultos, ou seja, aqueles defeitos ou falhas de fabricação que se manifestam após certo tempo de uso do produto, o prazo também é de 90 dias, mas inicia-se a partir do momento em que o defeito é detectado pelo consumidor.

Se o carro apresentou defeito dentro do prazo de garantia, a lei determina que o fornecedor tem o dever de solucionar esse problema no prazo de 30 dias.

No caso desses 30 dias serem ultrapassados e o defeito não ter sido sanado, o parágrafo 1º, do art. 18 do CDC, determina que sejam adotadas as seguintes providências:

  • § 1º – Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha:
    I – a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso;
    II – a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;
    III – o abatimento proporcional do preço.

Vale acentuar que essas opções são garantias asseguradas ao consumidor, portanto, cabe a ele a escolha daquela que considera mais adequada.

Qual é a desvalorização de um carro com passagem por leilão?

A desvalorização de um veículo com passagem por leilão pode variar bastante e depende de diversos fatores. Entre eles:

  • o modelo e ano do veículo;
  • o estado de conservação;
  • a existência de avarias ou reparos necessários;
  • a quantidade de proprietários anteriores;
  • a quilometragem.

De forma geral, os carros com passagem por leilão tendem a ter uma desvalorização maior do que os carros que nunca foram a leilão, principalmente se tiverem sofrido avarias ou danos em acidentes.

Além do mais, a desvalorização de um carro com passagem por leilão também pode ser influenciada pelo tipo de leilão em que o carro foi vendido.

Cabe destacar que não há uma porcentagem máxima definida para a desvalorização de um carro com passagem em leilão em relação à Tabela FIPE, porém, os automóveis leiloados podem custar até 30% a menos sobre o mercado.

No entanto, é importante ressaltar que a desvalorização não é uma regra, e que é possível encontrar carros com passagem em leilão em bom estado e com preços mais acessíveis do que os praticados no mercado convencional.

Por que as seguradoras não aceitam carros de leilão?

Antes de mais nada, é preciso esclarecer que não existe nenhum ponto da legislação brasileira que restringe a assinatura de apólices de seguro em virtude da passagem do automóvel por leilão.

Contudo, as seguradoras têm uma política de não aceitar carros de leilão em suas apólices de seguro, uma vez que esses veículos podem ter histórico desconhecido e serem considerados de maior risco para acidentes ou furtos/roubos

Além disso, os carros de leilão podem ter sofrido danos que não foram reparados adequadamente, o que possibilita um aumento no risco de acidentes e, consequentemente, de sinistros.

Outro fator que influencia a decisão das seguradoras é a dificuldade em avaliar o valor de um carro de leilão, uma vez que esses veículos podem ter passado por diversas situações, como acidentes, avarias e manutenções, o que impacta no cálculo do prêmio de seguro.

Porém, é importante ressaltar que nem todos os seguros recusam carros de leilão. 

Existem algumas seguradoras que fazem a avaliação do veículo e, caso esteja em boas condições, podem aceitá-lo em suas apólices. Nesse caso, é fundamental apresentar documentos que comprovem a procedência do carro, como o laudo cautelar e o histórico de manutenções.

carro-com-passagem-em-leilao-tudo-que-voce-precisa-saber
O valor pago pela revendedora no carro de leilão vai influenciar diretamente no preço oferecido por ela ao consumidor na revenda do veículo. | Imagem: Freepik (xb100)

Tem como apagar o histórico de leilão do veículo?

Não é possível apagar o histórico de leilão de um veículo, pois essa informação fica registrada em diversos órgãos de trânsito e de segurança, como o Detran e a Polícia Civil.

Carros de leilão, portanto, podem ser uma opção interessante para quem procura um veículo por um preço mais acessível. No entanto, é importante estar bem informado e avaliar todos os aspectos antes de tomar a decisão de compra.

Imagem em destaque: Freepik (kjpargeter)

Avatar

Redação

MAIS ARTIGOS

Notícias e Artigos relacionados

Shares
Atendimento Rosenbaum Advogados

Atendimento Rosenbaum Advogados

Olá! Podemos ajudá-lo(a)? Teremos prazer em esclarecer suas dúvidas.