Home Qual o melhor score para financiamento imobiliário?

Qual o melhor score para financiamento imobiliário?

Saiba qual a influência do score sobre a solicitação de financiamento imobiliário.

17 de agosto de 2021 - Atualizado 06/04/2022

Durante um financiamento imobiliário, é necessário compreender uma boa parte da renda mensal para custear as parcelas. Por isso, ao solicitar esse tipo de serviço, o consumidor costuma passar por uma rígida análise sobre sua capacidade de manter o pagamento.

Um dos requisitos mais comuns nas avaliações do solicitante de crédito é a sua pontuação do score. Por isso, caso deseje financiar um imóvel, o cliente deve verificar a situação atual da sua pontuação.

Siga na leitura e saiba qual o score ideal para financiamento imobiliário.

O que é o score?

O termo “score” vem do idioma inglês e significa pontuação. Quando associado ao consumidor, o score representa o nível de pontuação que este possui.

Essa pontuação é calculada com base nas informações das empresas de proteção ao crédito, podendo ir de 0 a 1000. Os pontos são adquiridos ou perdidos com base nas ações do consumidor.

No caso das finanças, o score é mais alto para consumidores que pagam as contas em dia e mantêm o nome limpo.

Em suma, a pontuação pode se encaixar em uma dessas cinco classificações:

  • baixo: de 0 a 549;
  • médio: de 550 a 624;
  • bom: de 625 a 699;
  • muito bom: de 700 a 799;
  • excelente ou alto: de 800 a 1000.

Para que serve o score?

O score serve para que as empresas possam fazer uma análise de risco antes de conceder crédito a um consumidor. Dessa forma, pode-se dizer que a pontuação é um indicador do perfil do cliente.

Com base nesses dados, a empresa pode calcular quais as chances de o consumidor se tornar inadimplente. Quanto mais baixo o risco, mais fácil a obtenção do empréstimo imobiliário.

Como consultar o score?

A consulta da pontuação é gratuita e pode ser realizada através do site ou do aplicativo da Serasa. Basta procurar a seção de consulta de CPF e fornecer as seguintes informações:

  • nome completo;
  • data de nascimento;
  • CPF;
  • senha.
score-para-financiamento-imobiliário

É importante ressaltar que apenas o dono do CPF pode acessar sua pontuação, além das empresas autorizadas.

Qual o melhor score para financiamento imobiliário?

Não existe um score ideal para financiamento imobiliário, pois a pontuação necessária pode variar de acordo com diferentes fatores. É necessário considerar questões como, por exemplo:

  • o momento em que o consumidor está solicitando crédito;
  • o valor do imóvel;
  • a quantia requisitada;
  • as condições impostas pela instituição financeira.

Cada instituição possui critérios próprios para a avaliação da solicitação de crédito e, por isso, o score ideal para conseguir um financiamento imobiliário pode ser diferente de banco para banco.

No entanto, uma coisa é certa: quanto maior a pontuação, maior a chance de o consumidor conseguir o financiamento. Por isso, a partir de 700 pontos, pode-se considerar uma média boa.

Também pode te interessar:

Quando a negativação é considerada indevida?
Confira dicas de como aumentar o Score
Financiamento imobiliário: saiba como fazer a portabilidade

É possível financiar uma casa com score baixo?

É importante ressaltar que o score não é o único requisito para a autorização de uma solicitação de crédito. Por isso, caso esteja com um score baixo, o consumidor ainda pode solicitar um financiamento imobiliário.

Nesse caso, é importante que o consumidor tenha uma boa relação com o banco e possa comprovar uma renda compatível com o financiamento pretendido.

Como aumentar o score para financiamento imobiliário?

Como observado acima, o nível do score varia de acordo com os hábitos de consumo e pagamento do cliente. Por isso, caso queira manter uma boa pontuação, o consumidor deve zelar pela sua saúde financeira.

Nesse sentido, organização e planejamento são essenciais para aumentar o score de crédito.

Confira algumas dicas que podem ajudar o consumidor a subir sua pontuação:

  • manter o nome limpo;
  • assinar alguns serviços em seu nome, para indicar que é capaz de honrar os pagamentos no dia estipulado;
  • manter seus dados atualizados;
  • ter poucos cartões;
  • evitar consultas ao CPF, pois a constante verificação pode ser um indicador de instabilidade financeira.

Sofri uma negativação indevida e perdi uma boa oportunidade de financiamento imobiliário. E agora?

Caso seja vítima de uma negativação indevida, o consumidor pode buscar a orientação de um advogado especialista em Direitos do Consumidor e acionar a Justiça.

Geralmente, são concedidas reparações a títulos de danos morais em casos de negativação indevida. No entanto, a perda de um financiamento a juros mais baixos, por exemplo, também pode motivar uma indenização por danos materiais.

Para garantir a indenização, o consumidor deve apresentar:

  • o comprovante de pagamento da dívida (quando o débito realmente existir);
  • a data em que recebeu a informação da negativação;
  • algum documento que comprove de que é a primeira vez que sofre negativação;
  • comprovantes do prejuízo sofrido.

O Escritório Rosenbaum Advogados tem vasta experiência no setor de Negativação Indevida e Direitos do Consumidor. O contato pode ser feito através do formulário no site, WhatsApp ou pelo telefone (11) 3181-5581. O envio de documentos é totalmente digital.

Imagens do texto: Freepik (@rawpixel.com)

Shares