Home Artigos e notícias Preço de imóvel sobe menos que inflação.

Preço de imóvel sobe menos que inflação.

08 de dezembro de 2016

Preços dos imóveis continuam abaixo da inflação.

Segundo pesquisa realizada pelo Índice FipeZAP, o preço de venda de imóveis em 20 cidades analisadas apresentou uma variação de 0,07% entre outubro e novembro de 2016. O relatório aponta que em 11 dos últimos 12 meses a variação dos preços dos imóveis foi inferior ao da inflação IPCA/IBGE (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo/ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Esse é o caso do mês de novembro, cuja inflação esperada pelo Boletim Focus do Banco Central é de 0,33%. Individualmente, sete das vinte cidades pesquisadas apresentaram variação negativa no mês, ao passo que em duas cidades o aumento dos preços superou a inflação esperada para o mesmo período.

No acumulado entre janeiro e novembro de 2016, o índice mostra ligeiro crescimento de 0,45%, sendo que em quatro das vinte cidades pesquisadas houve queda nominal de preço neste período.

De acordo com o economista do Índice FipeZAP, Raone Costa, “No seu ponto mais importante o resultado de hoje não difere muito do padrão observado nos meses anteriores: os imóveis continuam subindo menos que a inflação. Ainda assim, essa perda vem diminuindo ao longo do tempo, o que não deixa de ser uma boa notícia”.

Considerando-se os últimos doze meses, o Índice FipeZap também mostra pequeno crescimento nominal de 0,45%. Tendo em vista que a inflação esperada para o período é de 7,15%, o preço médio anunciado do metro quadrado apresentou no período queda real de -6,25%. É importante enfatizar que todas as cidades brasileiras que compõem o Índice FipeZAP registraram variação inferior à inflação esperada nos últimos 12 meses, sendo que no caso de Rio de Janeiro, Niterói, Distrito Federal e Goiânia houve queda nominal nesse período.

Em novembro, o valor médio do m² anunciado das 20 cidades foi de R$ 7.654. Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o m² mais caro do país (R$ 10.220), seguida por São Paulo (R$ 8.628). Por outro lado, as cidades com menor valor médio por m² foram Contagem (R$ 3.609) e Goiânia (R$ 4.102).

http://revista.zapimoveis.com.br/preco-dos-imoveis-continuam-abaixo-da-inflacao

0Shares
0