Home Artigos e notícias Remédios para emagrecer proibidos pela Anvisa

Remédios para emagrecer proibidos pela Anvisa

Conheça os perigos que o uso de remédios para emagrecer não autorizados pela Anvisa apresentam.

16 de março de 2022 - Atualizado 16/03/2022

No mês passado, em São Paulo, faleceu a enfermeira Mara Abreu após tomar cápsulas de um chá emagrecedor. Após esse caso e tantos outros que frequentemente saem na mídia, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma lista com mais de 140 remédios para emagrecer que são irregulares.

A decisão da agência visa chamar atenção para os perigos que esses medicamentos oferecem para a saúde dos pacientes.

No caso de Mara, o uso do chá, que misturava mais de 50 ervas, causou uma hepatite fulminante. Com isso, a enfermeira foi submetida ao transplante de fígado, mas apresentou complicações e faleceu no Hospital das Clínicas, onde estava internada.

De acordo com a família, Mara não tinha nenhum problema de saúde anterior e foi necessário revirar os pertences da enfermeira, para encontrar a causa da hepatite medicamentosa.

Quando o chá foi encontrado, a equipe médica avaliou a composição das cápsulas e constatou que tudo ali era prejudicial ao fígado.

O caso da cantora Paulinha Abelha, integrante da banda Calcinha Preta, também pode estar ligado ao uso de remédios emagrecedores. A vocalista faleceu no final de fevereiro em função de meningoencefalite, hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite.

Embora as causas da morte ainda estejam sob investigação, os médicos acreditam que o uso de emagrecedores tenha agravado o quadro de Paulinha.

Confira a lista completa de remédios para emagrecer proibidos pela Anvisa e conheça os riscos que a automedicação apresenta.

Lista de chás e remédios para emagrecer proibidos pela Anvisa

No dia seguinte à morte de Mara, a Anvisa divulgou uma nota para alertar que os remédios com a marca “50 Ervas Emagrecedor”, utilizados pela enfermeira, estão proibidos no país desde 2020.

Além disso, a agência disponibilizou uma lista com mais de 140 chás e remédios para emagrecer que são comercializados sem regulamentação. Confira:

  1. 50 Ervas Emagrecedor;
  2. 50 Ervas Emagrecedor Forte – Natuviva;
  3. Academia Sense Shot;
  4. Afina Chá;
  5. Always Fitness Gold;
  6. American Fit;
  7. Bio Slim;
  8. Biofitslim;
  9. Bionatti Emagry;
  10. Bioslim;
  11. Black Caps;
  12. Black Extreme Tradicional Nivel 3;
  13. Black Extreme Ultra;
  14. Black Slim;
  15. Blueelife;
  16. Cápsula Seca Barriga Com Goji Berry;
  17. Cápsulas Para Emagrecer O Corpo – Shou Shen Jiao Nang (Vermelho);
  18. Cápsulas Para Regular Os Intestinos – Tong Bian Jiao Nang (Verde);
  19. Castanha Da Índia;
  20. Caveirinha Pink;
  21. Celulite Sense Off;
  22. Chá 37 Ervas – Denature;
  23. Chá Barriga Dos Sonhos – Vida Fiber;
  24. Chá Da Vida;
  25. Chá Da Vida Diabete;
  26. Chá Da Vida Diabete – Pró-Ervas;
  27. Chá Para Emagrecer O Corpo – Shou Shen Chá (Vermelho);
  28. Chamomille Emagrecedor;
  29. Chamomille Extra Forte;
  30. Composto Emagrecedor Formula 1;
  31. Composto Emagrecedor Formula 2;
  32. Composto Emagrecedor Formula 3;
  33. Composto Emagrecedor Liwaib;
  34. Composto Seca Barriga;
  35. Derrete Gordura Liwalib;
  36. Detox Slim Nature;
  37. Diet Slim (Extrato De Ervas);
  38. Diet+Stronger;
  39. Drenagem Linfática Em Cápsulas;
  40. Duromax;
  41. Elixir Da Vida;
  42. Emagfit;
  43. Emagil Fit;
  44. Emagrecedor Always Fitness Gold;
  45. Emagrecedor Chamomila;
  46. Emagrecedor Da Bel;
  47. Emagrezan 90 Comp 600 Mg;
  48. Energy Power;
  49. Enzymax;
  50. Esbelt Premium;
  51. Excelência Fitness – Extrato De Ervas;
  52. Fat Red Burner;
  53. Finas Gold;
  54. Fine Nature;
  55. Finy Sbelt;
  56. Fit Body Caps;
  57. Fit Max Black Diamond;
  58. Fit Max Detox;
  59. Fit Max Red Gold;
  60. Fit Max Slim;
  61. Gummy Sense Redux Power;
  62. Gym Power Fit;
  63. Inibidor De Apetite;
  64. Innovate;
  65. Ki Fina Corpus;
  66. Kit Acelerador Extra Forte;
  67. Kit Emagrecimento (Melhor Dia E Melhor Noite) Melhor Life;
  68. Kit Limpeza Hepática (Malic Pro + Sal Amargo) Dr Limão;
  69. Ladyfit Emagracedor;
  70. Lida Daidaihua;
  71. Lipo Da Dona;
  72. Lipo Fit;
  73. Lipo Fite Pro-Max;
  74. Lipodiet Blue Emagry;
  75. Lipodiet Nivel 4;
  76. Lipodiet Rosa Emagry;
  77. Lipoextreme Original;
  78. Lipofit Pro-One;
  79. Lipofite Pro;
  80. Liposculp Sense;
  81. Lipotril;
  82. Lipotron Max;
  83. Master Fit;
  84. Max Xtreme;
  85. Meg Ervas;
  86. Melhor Lithothamnium Melhor Life;
  87. Moder Diet;
  88. Moder Diet Gold;
  89. Mzt;
  90. Natu Diet;
  91. Natudrin;
  92. Natuplus X;
  93. Natural Dieta;
  94. New Green;
  95. New Lip;
  96. New Redux Dr Limão;
  97. Original Ervas;
  98. Phytoplus X;
  99. Pink Black;
  100. Pink Black Extrato De Ervas;
  101. Potencialize Liwalib;
  102. Powerfite;
  103. Pratic Line;
  104. Redutize;
  105. Redutrol;
  106. Relax Caps;
  107. Renova Fit Power;
  108. Saracura Cará Insulina;
  109. Seca Barriga 120 Comp 600 Mg;
  110. Seca Barriga Maxx;
  111. Seca Tudo Turbo;
  112. Sense Inibidor;
  113. Sense Redux Abdômen;
  114. Sibutina;
  115. Sibutramin;
  116. Slim Black;
  117. Slim Blue Loss;
  118. Slim Exclusivo Thermo Blend;
  119. Slim Gold;
  120. Slim Nature;
  121. Slim Nature Detox;
  122. Slim Premium;
  123. Slim Red Turbo;
  124. Slim Result;
  125. Stronger Diet;
  126. Stronger Diet +;
  127. Sucureu;
  128. Super Chá Sb;
  129. Superchá Sb Original;
  130. Textotril;
  131. The Best Slim;
  132. Todos Os Produtos Da Linha Diet +;
  133. Todos Os Produtos Listados No Website Www.Emagilfit.Com.Br;
  134. Unha De Gato Com Uxi Amarelo;
  135. Uplife;
  136. Valeriana;
  137. Vida Ervas Mulher Regulador Menstrual – Vida Ervas;
  138. Vivendo E Emagrecendo;
  139. World Slim;
  140. Xtreme Slim.

Quais os riscos de tomar remédios para emagrecer que não foram aprovados pela Anvisa?

Os remédios para emagrecer não são uma novidade e, desde o surgimento dessas medicações, elas têm sido o foco de muitas discussões sobre a segurança dos usuários.

Na maior parte dos casos, os profissionais são contra o uso desses medicamentos, devido aos riscos que eles oferecem. No entanto, mesmo com a oposição dos médicos, são vendidos diversos remédios que prometem emagrecimento rápido.

Muitas dessas medicações são vendidas como “naturais”, “fitoterápicas” e “sem contraindicação”. No entanto, o consumo dessas pílulas pode causar graves complicações como, por exemplo:

  • crise de pressão alta;
  • infarto do miocárdio;
  • derrame cerebral;
  • arritmia cardíaca;
  • dependência química;
  • pensamentos acelerados;
  • euforia;
  • irritabilidade;
  • delírios;
  • degeneração das células cerebrais.

A importância do acompanhamento médico para o emagrecimento saudável

O aumento de peso pode estar relacionado com vários fatores como, por exemplo:

  • hábitos alimentares;
  • sedentarismo;
  • predisposição genética;
  • problemas hormonais.

Nesse sentido, o primeiro passo para emagrecer de forma saudável e com segurança é entender o seu caso. Por isso, é de extrema importância contar com a orientação de um profissional de saúde durante o processo de emagrecimento.

Médicos como o endocrinologista, nutricionista e o nutrólogo, por exemplo, podem ser de grande ajuda nesse momento. Dessa forma, é possível avaliar a situação e definir qual o melhor tratamento.

Ademais, visto que o processo pode comprometer a saúde mental do paciente, o psicólogo também pode ser de grande ajuda nesse momento.

Geralmente, o processo de emagrecimento engloba a mudança nos hábitos diários por meio da reeducação e inclusão de exercícios na rotina. Além disso, se o paciente sofrer de alguma doença atrelada ao excesso de peso, podem ser utilizadas medicações.

Existem também casos mais graves, em que as mudanças não fazem o impacto esperado e o paciente fica com a saúde, ou até mesmo com a vida em risco.

Nessas situações, o médico também pode indicar o tratamento por meio da cirurgia bariátrica, por exemplo. Mas, em todo caso, é crucial dizer não à automedicação e contar com o respaldo de um profissional de saúde.

Mas, o plano de saúde cobre a cirurgia bariátrica?

Caso o paciente seja beneficiário de um plano de saúde, é possível conseguir o custeio do tratamento.

Existem diversos casos em que os beneficiários conseguem a cobertura de medicamentos, de sessões de terapia e, até mesmo, da cirurgia bariátrica pelo plano de saúde.

No entanto, para isso, é necessário cumprir alguns requisitos como, por exemplo:

  • estar de acordo com as condições da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para realizar a cirurgia bariátrica (se for o caso);
  • cumprir o período de carência do plano de saúde;
  • ter prescrição médica;
  • comprovar a necessidade de tratamento por meio de um relatório médico;
  • o tratamento deve ser aprovado pela Anvisa.

Entretanto, é importante ressaltar que, ainda que o paciente cumpra todos os requisitos, ele pode ser alvo da negativa de cobertura do plano de saúde que, em alguns casos, configura prática abusiva.

Por isso, nesse caso, é recomendável buscar a orientação de um advogado Direito à Saúde e Direitos do Consumidor e avaliar se é possível contestar a recusa de custeio recebida.

Por meio da ação judicial, o paciente pode reverter a negativa de cobertura e garantir o acesso ao tratamento.

O Escritório Rosenbaum Advogados tem vasta experiência no setor de Direito à Saúde e Direitos do Consumidor. O contato pode ser feito através do formulário no site, WhatsApp ou pelo telefone (11) 3181-5581. O envio de documentos é totalmente digital.

Imagem em destaque: Freepik (freepik)

Avatar
Relate seu caso online
Shares