Home Artigos e notícias Incidência de câncer de mama em homens merece atenção

Incidência de câncer de mama em homens merece atenção

14 de janeiro de 2020

Câncer de mama, apesar de ser muito comum em mulheres, também merece atenção pois pode aparecer em homens. O câncer de mama em homens apresenta baixa incidência na população, mas o diagnóstico precoce é fundamental para mais chances de cura.

O tratamento é realizado por quimioterapia e diversos são os medicamentos que podem entrar na lista de tratamento. O plano de saúde que negar a cobertura para medicamentos para câncer de mama em homens está realizando uma prática abusiva.

Como diagnosticar o câncer de mama masculino?

Observar o tamanho da mama: como os homens possuem pouco tecido mamário, é mais fácil observar o crescimento de pequenas massas, ou tumores, do que as mulheres. Esse diagnóstico faz com que evite com que a doença se espalhe e atinja linfonodos e tecidos adjacentes.

Importância de aconselhamento genético: homens com histórico familiar para câncer de mama (homem ou mulher), câncer de ovário, câncer de pâncreas e/ou câncer de próstata que pode ser causado por uma mutação no gene BRCA e/ou se alguém na sua família tem essa mutação, devem estar atentos para avaliar sobre a realização de exames genéticos para determinar se herdou uma mutação no gene BRCA. Caso haja resultado positivo de mutação, é aconselhável que se procure um oncologista.

Quimioterapia para câncer de mama em homens

Nem todos os casos de câncer de mama são indicados para serem tratados com quimioterapia, mas quando há risco de disseminação para outros órgãos, este é o principal tratamento. Na maioria dos casos, a quimioterapia é mais eficaz quando administrada usando combinações de medicamentos.

Os medicamentos quimioterápicos mais comuns usados na quimioterapia de câncer de mama masculino:

  • Antraciclinas, como doxorrubicina e epirubicina
  • Taxanos, como paclitaxel e docetaxel
  • 5-fluorouracil
  • Ciclofosfamida
  • Carboplatina
  • Taxanos, cozmo paclitaxel, docetaxel e paclitaxel ligado à albumina
  • Antraciclinas (doxorrubicina, doxorrubicina lipossomal peguilada e epirrubicina)
  • Agentes de platina (cisplatina, carboplatina)
  • Vinorelbine
  • Capecitabina
  • Gemcitabina
  • Ixabepilona
  • Eribulina

O que fazer em caso de negativa de plano de saúde?

O plano de saúde não pode apresentar negativa de cobertura de medicamentos em caso de câncer de mama em homens havendo prescrição médica. Isso indica que a operadora não pode se sobrepor a uma decisão da equipe de médicos.

Caso o paciente receba uma negativa, ele pode buscar orientação com advogado especializado em Direito à Saúde e Direitos do Consumidor para conseguir liminar na Justiça, que autorize o tratamento e este possa ser iniciado o quanto antes, preservando a vida.

0Shares
0