Home / Entenda o que é o golpe do SIM Swap e saiba como um advogado pode te ajudar

Entenda o que é o golpe do SIM Swap e saiba como um advogado pode te ajudar

Golpes Virtuais e Digitais
o-que-fazer-golpe-sim-swap-advogado
Avatar

Redação

fevereiro 2, 2024

De acordo com a 34ª edição da Pesquisa Anual do FGVcia sobre o Mercado Brasileiro de TI e Uso nas Empresas, divulgada em 2023, o Brasil tem 464 milhões de dispositivos digitais (computador, notebook, tablet e smartphone) em uso.

O estudo revela ainda que são 1,2 smartphones por habitante, totalizando 249 milhões de celulares inteligentes em uso no Brasil.

Todavia, com esse crescente aumento, surgem novos desafios, como os golpes e fraudes de telefonia digitais e virtuais, entre eles, o golpe do SIM Swap.

Logo, é fundamental estar por dentro de como se proteger e saber o que fazer caso você se torne uma vítima desse tipo de situação.

Confira a seguir quais são os principais riscos e consequências para as vítimas do golpe do SIM Swap e saiba qual a responsabilidade das operadoras de telefonia nesses casos.

O que é o golpe do SIM Swap?

O golpe do SIM Swap ou golpe da troca de Chip é uma prática criminosa em que os golpistas buscam obter controle indevido sobre o número de telefone de uma vítima. 

Nesse golpe, os criminosos utilizam técnicas de engenharia social para persuadir a operadora de telefonia a transferir o número de telefone da vítima para um novo cartão SIM sob o controle dos golpistas.

É importante destacar que esse tipo de fraude representa uma ameaça significativa à segurança digital, resultando em sérias consequências. Logo, é fundamental adotar medidas preventivas para proteger suas informações.

Como funciona o golpe do SIM Swap?

Basicamente, o processo envolve a obtenção de informações pessoais da vítima, como nome, data de nascimento e número do documento de identificação. 

Com essas informações em mãos, os golpistas entram em contato com a operadora se passando pela vítima e solicitam a transferência do número para um novo chip, muitas vezes alegando perda do chip original, troca de dispositivo ou problemas técnicos.

Após a aprovação da solicitação, a operadora ativa o novo cartão SIM com o número da vítima. A partir desse momento, os golpistas ganham controle sobre as mensagens de texto e chamadas associadas ao número.

Uma vez que os criminosos têm controle sobre o número de telefone, eles podem explorar autenticações em duas etapas para acessar contas online da vítima, como contas de e-mail, redes sociais, serviços bancários e outros.

Quais são os principais riscos e consequências para as vítimas do golpe do SIM Swap?

O golpe do SIM Swap pode resultar em uma série de riscos e consequências significativas para as vítimas, afetando tanto sua segurança digital quanto financeira. Entre elas:

  • acesso não autorizado a contas online – já que os criminosos podem explorar autenticações em duas etapas para acessar as contas e aplicativos da vítima;
  • fraudes financeiras – com acesso indevido a contas bancárias e informações financeiras, os golpistas podem realizar transações fraudulentas, transferências de dinheiro e até mesmo abrir linhas de crédito em nome da vítima;
  • roubo de identidade – o golpe do SIM Swap fornece aos criminosos acesso a informações pessoais da vítima, possibilitando o roubo de identidade para realizar ações prejudiciais em seu nome;
  • comprometimento da privacidade – o acesso às mensagens de texto e chamadas permitem aos golpistas monitorar a comunicação da vítima;
  • perda de controle do número de telefone – a vítima perde o controle sobre seu número de telefone, o que pode causar desconforto, interrupção de serviços e dificuldades na recuperação do controle da linha;
  • dificuldades na recuperação de danos – a recuperação dos danos causados pelo golpe do SIM Swap pode ser um processo desafiador, exigindo tempo e esforço para reverter acessos fraudulentas, restaurar contas e reparar danos financeiros;
  • impacto psicológico – além das consequências tangíveis, as vítimas podem experimentar estresse emocional, ansiedade e impacto psicológico devido à invasão de sua privacidade e violação de sua segurança pessoal;
  • necessidade de medidas preventivas e jurídicas – após ser vítima do golpe, a pessoa muitas vezes precisa adotar medidas preventivas, como fortalecer medidas de segurança e buscar orientação jurídica para recuperar danos e proteger-se contra futuras ocorrências.

Como se proteger do golpe do SIM Swap?

Proteger-se do golpe do SIM Swap requer a adoção de medidas preventivas e a conscientização sobre práticas de segurança digital.

Uma dica é nunca ativar a autenticação em duas etapas relacionando essa verificação com o número do seu celular, mas, sim, ao email. Esse processo adiciona uma camada extra de segurança, exigindo além da senha, um código enviado para o seu email ou aplicativos específicos para gerar códigos temporários de acesso.

Na mesma via, é essencial utilizar senhas fortes, combinando letras maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais. Atualize regularmente suas senhas e evite reutilizá-las em diferentes contas.

Também deve-se estar atento às atividades em suas contas telefônicas e financeiras. Se notar qualquer atividade suspeita, entre em contato imediatamente com a operadora e instituições envolvidas.

Lembre-se de evitar compartilhar informações pessoais, como datas de nascimento, números de identificação e detalhes de contas, especialmente em chamadas ou mensagens não solicitadas.

Se possível, minimize a quantidade de informações pessoais disponíveis online. Revise as configurações de privacidade em redes sociais e evite divulgar detalhes sensíveis publicamente.

Sempre desconfie de chamadas ou mensagens que solicitem informações pessoais ou a realização de ações específicas. Verifique a autenticidade antes de fornecer qualquer dado.

Além disso, configure alertas de segurança com sua operadora para ser notificado sobre atividades incomuns, como transferências de número ou alterações no perfil.

Ao seguir essas práticas, você aumenta significativamente sua segurança contra o golpe do SIM Swap.

O que fazer ao ser vítima do golpe do SIM Swap?

Se você suspeitar ou confirmar que foi vítima do Golpe do SIM Swap, é crucial agir rapidamente para minimizar os danos e recuperar o controle sobre suas contas. 

Primeiramente, entre em contato imediato com a operadora de telefonia para bloquear o número comprometido e recuperar o controle. 

Depois, altere todas as senhas das contas online e verifique e reporte atividades suspeitas em suas contas. 

Feito isso, registre um boletim de ocorrência na delegacia local e consulte um advogado especialista em golpes digitais e virtuais para buscar assistência na recuperação de danos.

Informe seus contatos sobre a situação, especialmente se você perceber mensagens ou atividades incomuns em suas redes sociais. Esteja atento a mensagens que possam ser enviadas em seu nome pelos golpistas.

É importante notificar as instituições financeiras afetadas e estar atento às configurações de privacidade. 

Vale lembrar que você deve guardar toda a documentação relacionada ao golpe do SIM Swap, incluindo cópias de boletins de ocorrência, correspondências com a operadora e outros documentos relevantes.

Qual a responsabilidade das operadoras de telefonia em caso de golpe do SIM Swap?

As operadoras de telefonia têm a responsabilidade legal de implementar medidas de segurança robustas para proteger os clientes contra o golpe do SIM Swap. 

Isso inclui procedimentos eficazes de autenticação, monitoramento de atividades suspeitas e notificação imediata aos clientes em casos de ameaças. 

Em casos de falhas, as operadoras podem ser responsabilizadas legalmente por danos causados aos clientes e devem colaborar ativamente com investigações policiais.

Nesses casos, as vítimas têm o direito de buscar reparação e orientação jurídica para proteger seus interesses.

Como um advogado especialista pode te ajudar em caso de golpe do SIM Swap? 

Um advogado especialista em golpes digitais e virtuais desempenha um papel crucial na assistência às vítimas do golpe do SIM Swap, uma vez que ele analisará os detalhes do caso, avaliando a viabilidade jurídica para uma ação contra a operadora. 

Nesse contexto, ele auxiliará na coleta de evidências relevantes, na elaboração de notificações formais à operadora, destacando as falhas nos procedimentos de segurança que permitiram o golpe do SIM Swap, e na solicitação de uma solução amigável.

Contudo, se a negociação não for bem-sucedida, o advogado pode entrar com uma ação judicial contra a operadora em nome da vítima. Isso envolve a preparação de documentos legais, petições e comparecimento em audiências judiciais.

Nesse momento, o advogado buscará indenização em nome da vítima, incluindo danos morais e materiais. A indenização pode cobrir prejuízos financeiros, estresse emocional, tempo investido na resolução do problema e outros impactos negativos, garantindo que os interesses da vítima sejam representados adequadamente e que as discussões ocorram dentro dos parâmetros legais.

Vale acrescentar que durante todo o processo, o advogado fornecerá aconselhamento jurídico contínuo, orientando a vítima sobre os desenvolvimentos do caso, opções disponíveis e estratégias a serem adotadas.

O Escritório Rosenbaum Advogados tem vasta experiência no ramo de Segurança Online e Violação de Privacidade e conta com um time de especialistas em Golpes Digitais e Virtuais.

O contato pode ser feito por meio de formulário no site, WhatsApp ou pelo telefone (11) 3181-5581. O envio de documentos é totalmente digital.

Imagem em destaque: Freepik (freepik)

Avatar

Redação

MAIS ARTIGOS

Notícias e Artigos relacionados

Shares
Atendimento Rosenbaum Advogados

Atendimento Rosenbaum Advogados

Olá! Podemos ajudá-lo(a)? Teremos prazer em esclarecer suas dúvidas.