Home / Artigos e Noticias / Air France é condenada por não entregar bagagem de passageira

Air France é condenada por não entregar bagagem de passageira

Direito Aéreo
Passageira descobre que sua bagagem foi extraviada pela Air France.
Avatar

Redação

junho 21, 2024

Recentemente, a Air France foi condenada pela Justiça em um caso de extravio de bagagem que trouxe grandes transtornos a uma passageira em sua viagem internacional.

A decisão judicial destaca a importância de as companhias aéreas zelarem pela guarda e entrega dos pertences de seus clientes, bem como os direitos dos passageiros em casos de falha na prestação de serviços.

A passageira em questão, ao realizar um intercâmbio, adquiriu passagens aéreas com destino a Manchester, saindo de Guarulhos com uma conexão em Paris. Ao desembarcar em Manchester, descobriu que sua bagagem, contendo todos os seus pertences pessoais, havia sido extraviada.

De imediato, procurou a Air France para resolver o problema e foi orientada a aguardar no local onde estava hospedada por novas informações. A espera foi angustiante e durou até o dia 4 de maio, quando finalmente recebeu sua bagagem.

Durante esse período, a passageira precisou adquirir itens pessoais de urgência e necessidade, gastando R$137,57. O transtorno causado pela ausência de seus pertences e a demora na resolução do problema geraram um grande abalo emocional, levando-a a buscar compensação pelos danos sofridos.

A situação foi ainda mais complicada devido à natureza da viagem. Realizando um intercâmbio, a passageira necessitava de seus pertences pessoais para se estabelecer em um novo país, o que aumentou o nível de estresse e desconforto.

Ao buscar informações com a Air France, a passageira foi repetidamente informada de que a bagagem estava sendo rastreada e que deveria aguardar. Essa espera prolongada sem uma solução imediata levou a um sentimento de impotência e frustração, intensificando o dano emocional.

Ação contra a Air France

Insatisfeita com a resposta da Air France e o transtorno vivenciado, a passageira decidiu procurar a orientação de um advogado especializado para buscar seus direitos.

Com a ajuda profissional, ajuizou uma ação de indenização por danos morais e materiais contra a Air France, solicitando uma compensação de R$10 mil pelos danos morais sofridos e o reembolso dos gastos com itens pessoais durante o período sem sua bagagem.

O advogado ressaltou a negligência da companhia aérea e a necessidade de responsabilização pelos danos causados.

A decisão de buscar assistência jurídica foi motivada pela falta de respostas satisfatórias da Air France e pela necessidade de garantir que seus direitos fossem respeitados. A passageira entendeu que a única forma de obter justiça seria através do sistema judiciário.

O processo foi iniciado com a apresentação de todas as provas documentais que comprovavam o extravio e os danos sofridos, incluindo recibos das compras emergenciais feitas durante o período de ausência da bagagem.

Em sua contestação, a Air France argumentou que a passageira não havia comprovado danos além dos aborrecimentos habituais decorrentes do extravio temporário de bagagem.

A empresa ainda fez uma proposta de acordo, que não foi aceita pela passageira, mantendo-se firme na busca por uma compensação justa pelos transtornos e prejuízos enfrentados. A companhia aérea tentou minimizar o impacto do extravio, caracterizando-o como um inconveniente comum em viagens internacionais, sem reconhecer o dano emocional e financeiro adicional causado à passageira.

A Air France apresentou documentos e relatos que visavam justificar suas ações e a demora na devolução da bagagem, argumentando que haviam seguido todos os procedimentos padrão para rastreamento e recuperação de bagagens extraviadas. No entanto, essas justificativas não foram suficientes.

Decisão do Tribunal

O Tribunal de Justiça de São Paulo, ao analisar o caso, entendeu que a prova documental apresentada era suficiente para o julgamento, sem a necessidade de produção de novas provas. A decisão, fundamentada no Código de Defesa do Consumidor, determinou que a responsabilidade pelo extravio da bagagem e pelos transtornos causados era integralmente da Air France.

Foi considerado que a devolução da bagagem dias após o extravio não foi suficiente para minimizar os prejuízos e o abalo moral causado à passageira. A conduta da empresa foi classificada como negligente, pois ficou evidente a violação dos deveres de guarda, vigilância e conservação dos pertences da cliente.

O tribunal enfatizou que o extravio de bagagem vai além de um simples aborrecimento, configurando um dano moral significativo, especialmente em situações onde o passageiro depende dos pertences para atividades essenciais, como foi o caso da passageira em questão.

A sentença foi favorável à passageira, condenando a Air France ao pagamento de R$10 mil a título de indenização por danos morais. Esse valor será corrigido monetariamente a partir da data da decisão e acrescido de juros de mora de 1% ao mês desde a citação.

Além disso, a empresa deverá reembolsar os R$137,57 gastos pela passageira com itens pessoais durante o período de extravio, também corrigidos e acrescidos de juros.

A decisão judicial teve como base a necessidade de compensar os danos sofridos pela passageira e desestimular futuras negligências por parte das companhias aéreas. O valor da indenização foi fixado de forma a reconhecer o sofrimento da passageira sem resultar em enriquecimento sem causa, seguindo os princípios da compensação e do desestímulo.

Informações do Caso

O julgamento ocorreu no Tribunal de Justiça de São Paulo, Comarca de Carapicuíba, 1ª Vara Cível, sob a presidência da Juíza Juliana Marques Wendling. O processo, de número 1006649-68.2023.8.26.0127, foi concluído em 28 de maio de 2024. A sentença está sujeita a recurso, podendo a Air France recorrer aos tribunais superiores.

Esta decisão é um importante precedente para passageiros que enfrentam problemas semelhantes, destacando que buscar seus direitos através da justiça é um caminho viável e eficaz para obter compensação pelos danos sofridos.

Avatar

Redação

MAIS ARTIGOS

Notícias e Artigos relacionados

Nossa reputação é de excelência em serviços jurídicos

Avaliação dos clientes
Joao Emmanuel
Joao Emmanuel
11/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Tive uma empecilho com a United e a Rosenbaum foi bastante rápida e agil para cuidar do meu caso. Escritório muito prestativo e claro durante todo processo.
Matheus Garcia
Matheus Garcia
11/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
O serviço de advocacia foi excelente e meu processo foi resolvido com êxito. Parabéns a toda equipe.
Amanda Evangelista Gaddini
Amanda Evangelista Gaddini
10/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Por meio de uma amiga, conhece a Rosenbaum advogados. Este ano tive um problema em uma viagem de Orlando para Sp. Devido a um erro na Delta e consequentemente na Latam perdi meu voo e quase nao consegui voltar para SP a tempo. Nao achei que poderia dar alguma coisa, mas após conversar com os advogados da Rosebaum que me informaram tudo corretamente como funciona cada passo, acabei entrando em processo com essas duas empresas. O escritório e excelente, nao nos deixam sem respostas, todas as duvidas que tive foram todas esclarecidas, tiveram a maior paciencia comigo durante todo o processo. Cada passo que era esclarecido entre a empresa e os advogados eles sempre me deram o feedback. Eu só tenho a agradecer, estamos na segunda etapa mais estou muito confiante que estou em ótimas mãos para cuidar desse processo. Amanda
Gustavo Kanashiro
Gustavo Kanashiro
09/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Estou muito satisfeito com o resultado e com o profissionalismo demonstrado pela equipe da Rosenbaum Advogados. Muito obrigado
Roberta Bezerra
Roberta Bezerra
08/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Excelente a minha experiência com essa empresa de advocacia ! Eles são super atenciosos e respondem sempre as mensagens. Os processos de envio dos documentos são simplificados. Recomendo MUITO !
Adailton Alves dos Santos
Adailton Alves dos Santos
01/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Rosenbaum é mais que uma empresa, é um grupo de amigos preocupados com seu bem estar.
Henrique Cerquinho
Henrique Cerquinho
01/07/2024
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Ótima experiência, nos ajudaram em todo o caminho do processo, sem riscos e tudo bem explicado.
ROSENBAUM ADVOGADOS

Fale com a nossa equipe de especialistas, e dê o primeiro passo rumo à solução dos seus desafios.

FALE CONOSCO
Relate seu caso online
Shares
Atendimento Rosenbaum Advogados

Atendimento Rosenbaum Advogados

Olá! Podemos ajudá-lo(a)? Teremos prazer em esclarecer suas dúvidas.
Whatsapp