Home / O que é Inteligência Artificial (IA)?

O que é Inteligência Artificial (IA)?

Dicas
o-que-e-inteligencia-artificial-ia
Avatar

Redação

fevereiro 15, 2023

Atualmente, a Inteligência Artificial (IA) é um tema que está em evidência não só pela aplicação que essa tecnologia tem em nosso dia a dia, mas também pela projeção que algumas dessas aplicações vêm ganhando na mídia e entre seus usuários.

No fim do ano de 2022, por exemplo, o termo esteve em evidência devido ao sucesso do ChatGPT, um sistema de Inteligência Artificial que simula diálogos quase perfeitamente humanos da OpenAI, um laboratório estadunidense de pesquisas em IA.

Além disso, a Inteligência Artificial já faz parte de nosso cotidiano de diversas formas, como em aplicativos de transporte, sistemas de assinatura de filmes online, redes sociais digitais, compras pela internet, entre outras atividades.

Assim, nos últimos anos a IA deixou de estar presente apenas nos filmes de ficção, centros de pesquisas ou empresas de tecnologia e vem se tornando uma realidade mais contundente a cada dia.

Veja como funciona a Inteligência Artificial (IA) e saiba quais são as principais tecnologias por trás dela.

O que é Inteligência Artificial (IA)?

A Inteligência Artificial (IA) ou Artificial Intelligence (AI), em inglês, é uma área na ciência da computação que tem como intuito simular a inteligência e o comportamento humano por meio de máquinas.

De acordo com a Microsoft Corporation, uma das grandes empresas que lideram o ramo de tecnologia da informação, a IA corresponde a capacidade de um sistema de computador de imitar as funções cognitivas humanas, como o aprendizado e a solução de problemas.

Para que serve a Inteligência Artificial (IA)?

Segundo a International Business Machines Corporation (IBM), uma importante empresa estadunidense voltada para a área de informática, a Inteligência Artificial serve para potencializar computadores e máquinas para que estes imitem os recursos da mente humana a fim de solucionar problemas e tomar decisões.

Desse modo, ela tem como principal objetivo desenvolver softwares capazes de aprender, raciocinar e tomar decisões, de maneira similar à que ocorre com a mente humana.

Não obstante, especialistas alertam que atualmente esses softwares visam oferecer apoio em tarefas específicas e, por enquanto, a IA não representa uma substituição integral dos seres humanos.

Por que a Inteligência Artificial (IA) está tão em evidência?

A principal razão para que a Inteligência Artificial seja um assunto que esteja tão em evidência atualmente é o fato de que essa tecnologia vem sendo intensamente aplicada em diversos serviços e comodidades do nosso dia a dia.

Isso se deve, principalmente, à imensa disponibilidade de dados existentes, denominada Big Data.

O que é Big Data?

O termo é proveniente da área de Tecnologia da Informação (TI) e refere-se ao esforço de extrair informações de um grande volume de dados e atribuir significado a elas para pautar estratégias e ações. 

Nas empresas, por exemplo, o processo torna possível identificar oportunidades de negócio, reduzir custos, melhorar a tomada de decisões, entre outras coisas.

Como funciona a Inteligência Artificial (IA)?

O funcionamento da Inteligência Artificial se dá com base na combinação do alto volume de dados (Big Data) e algoritmos que permitem que o software leia essas informações, interprete, encontre padrões e aprenda continuamente.

Para isso, a IA utiliza matemática e lógica para fazer com que um sistema de computador simule o raciocínio que os humanos empregam para aprender novas informações e tomar decisões.

Dessa forma, esse software artificialmente inteligente consegue prever ou executar determinadas ações baseadas em padrões de dados existentes. Assim, ele pode, inclusive, aprender com os erros e aumentar a precisão oferecida. 

Entretanto, para que esse aprendizado ocorra é preciso trabalhar com diferentes tecnologias complementares. 

Também pode te interessar:

Vazamento de dados do CPF: o que fazer?
Metaverso: conheça esse conceito de mundo virtual
O que é NFT?

Quais são as principais tecnologias por trás da Inteligência Artificial (IA)?

Entre as principais tecnologias por trás da Inteligência Artificial destacam-se: a Machine Learning, a Deep Learning, o Processamento de Linguagem Natural (PLN) e o reconhecimento facial.   

Vale frisar que tais tecnologias podem ser usadas de maneira alternada. Conheça a seguir um pouco mais sobre cada uma delas.

Machine Learning

Em suma, a Machine Learning ou aprendizado de máquina é um subconjunto da Inteligência Artificial (IA) que se concentra na criação de sistemas que aprendem por meio de dados com o objetivo de automatizar e acelerar o tempo de decisão e o tempo de retorno.

Esse tipo de tecnologia opera por meio de algoritmos que dão aos computadores a capacidade de identificar padrões em dados massivos e fazer previsões.

Logo, trata-se do processo pelo qual um sistema tecnológico automatizado aprende a identificar padrões, a se comportar e a interpretar conteúdos para tomar decisões e propor soluções por meio da construção de modelos analíticos.

Deep Learning 

A Deep Learning ou aprendizagem profunda, em português, é um tipo avançado de Machine Learning que usa redes de algoritmos inspiradas na estrutura do cérebro, conhecidas como redes neurais, para ensinar uma máquina a realizar determinada tarefa.

Vale lembrar que os principais elementos do software de Machine Learning tradicional são a análise estatística e a análise preditiva. Já a Deep Learning, por sua vez, elimina parte do pré-processamento de dados que normalmente está envolvido no aprendizado de máquina. 

Logo, seus algoritmos podem ingerir e processar dados não estruturados (como texto e imagens) e automatizar a extração de recursos, removendo parte da dependência de especialistas humanos.

Enfim, o Machine Learning é toda a prática de usar algoritmos para entender dados, enquanto o Deep Learning é a prática de usar apenas algoritmos para fazer isso sem a supervisão de nenhum tipo de agente humano.

Processamento de Linguagem Natural (PLN)

O Processamento de Linguagem Natural (PLN) é uma vertente da Inteligência Artificial que ajuda computadores a entender, interpretar e manipular a linguagem humana.

Tal tecnologia usa Machine Learning para revelar a estrutura e o significado do texto. 

De acordo com o Google, com aplicativos de PLN, as organizações podem analisar textos e extrair informações sobre pessoas, lugares e eventos para entender melhor as opiniões em mídias sociais e conversas de clientes, permitindo que as máquinas entendam com perfeição o que uma pessoa está dizendo.

Reconhecimento facial

O reconhecimento facial é uma forma de usar a tecnologia para a identificação pessoal de indivíduos em imagens.

Trata-se de uma forma de Inteligência Artificial que imita a capacidade humana de reconhecer rostos humanos. 

Atualmente, esse tipo de tecnologia é utilizada para acessar smartphones, fazer a locação de um veículo via celular, abrir fechaduras, entre outras ações.

para-que-serve-inteligencia-artificial-ia
A robótica inteligente utiliza a Inteligência Artificial (IA) para estimular a colaboração entre pessoas e dispositivos. | Imagem: Freepik (Lifestylememory)

Quais são as principais aplicações da Inteligência Artificial no dia a dia?

Atualmente, a Inteligência Artificial está presente em nosso cotidiano e é utilizada em diversos ramos do mercado. 

Veja abaixo algumas das principais aplicações de IA no dia a dia dos seres humanos:

  • mecanismos de recomendação – possibilitam que lojistas virtuais mapeiem os interesses dos usuários, criando recomendações de compra personalizadas. Por essa razão, muitas vezes quando acessamos a internet nos deparamos com propagandas de produtos que parecem ter sido criadas especialmente para nós;
  • análise de dados de saúde – organizações de saúde em todo o mundo usam IA para ajudar com pesquisas, testes, diagnósticos, tratamentos e monitoramento. Por meio dessa tecnologia, os médicos contam com o suporte de aplicações artificais capazes de analisar dados genéticos, exames de imagem, históricos de saúde para, dessa forma, prever diagnósticos mais assertivos;
  • carros autônomos – dotados de sistemas que coordenam vários processos para simular o raciocínio adotado pelos motoristas humanos, eles usam o reconhecimento de imagens para identificar placas, semáforos, fluxo do tráfego e eventuais obstruções, além de otimizar as rotas utilizadas para alcançar os destinos;
  • chatbots – são programas de computador que simulam e processam conversas humanas (escritas ou faladas), permitindo que as pessoas interajam com dispositivos digitais como se estivessem se comunicando com outra pessoa. O objetivo é responder as perguntas de tal forma que as pessoas tenham a impressão de estar conversando com outra pessoa e não com um software;
  • assistentes digitais – um assistente digital é um tipo avançado de chatbot que pode lidar com interações mais complexas de maneira conversacional. Também conhecido como chatbot preditivo, utilizam IA avançada, processamento de linguagem natural, compreensão de linguagem natural e Machine Learning para aprender à medida que avançam e fornecer uma experiência personalizada de conversação.

Enfim, a Inteligência Artificial tende a estar cada vez mais presente em nosso dia a dia e na medida que esse tipo de tecnologia avança, vão surgindo novas aplicações no cotidiano que visam facilitar a vida de seus usuários.

Imagem em destaque: Freepik (rawpixel.com)

Avatar

Redação

MAIS ARTIGOS

Notícias e Artigos relacionados

Shares
Atendimento Rosenbaum Advogados

Atendimento Rosenbaum Advogados

Olá! Podemos ajudá-lo(a)? Teremos prazer em esclarecer suas dúvidas.