Home Artigos e notícias Dobra o número de imóveis que vão para leilão por falta de pagamento Em 2015, mais de 13 mil imóveis foram para leilão. Crise econômica faz com que muitos não consigam pagar parcelas em dia.

Dobra o número de imóveis que vão para leilão por falta de pagamento Em 2015, mais de 13 mil imóveis foram para leilão. Crise econômica faz com que muitos não consigam pagar parcelas em dia.

31 de maio de 2016

Com a crise econômica, muita gente não está conseguindo pagar em dia as parcelas do financiamento da casa própria. O resultado disso é que o número de imóveis que os bancos pegaram de volta e levaram para leilão praticamente dobrou.

“Eu fui tentar pagar três parcelas atrasadas. Eu tinha sido orientada pela funcionária do banco a tentar juntar e pagar. Quando eu fui pagar, ela olhou no sistema e falou pra mim: ‘Olha, você já perdeu o seu apartamento, foi pro leilão’. Eu comecei a chorar na hora”, conta Adriana Fernandes Ruiz, técnica de enfermagem.

Adriana e o psicólogo Washington Pedante não tinham ideia de que poderiam perder o apartamento que pagavam com tanto empenho, só porque atrasaram algumas parcelas do financiamento. “Foi um susto. Pelo amor de Deus, a gente perdeu nossa casa, com dois filhos pequenos”, lamenta Washington. “Eu trabalhava dia e noite para conseguir e depois saber que ia perder”, completa Adriana.

O drama de perder um imóvel dessa forma está ficando cada vez mais frequente, infelizmente.
No ano passado, 13.137 foram a leilão, de acordo com a Caixa Econômica Federal, um aumento de 54% em apenas um ano. Em cinco anos, o número de imóveis para leilão praticamente dobrou. Em 2010, eram 6.798 e, em 2015, eram 13.137.

“Quando você não paga três prestações, o banco vai notificar de forma extrajudicial, com uma notificação de cartório, com uma carta simples, que você tem 15 dias para pagar o débito em aberto total. Se você não fizer, o imóvel passa pro banco”, explica Marcelo Tapai, presidente do Comitê de Habitação da OAB/SP.

A lei é assim mesmo: com três prestações em atraso, o cliente é notificado. Se não pagar o que deve, perde a propriedade do imóvel. “O principal motivo que leva a pessoa a parar de pagar as prestações certamente é a crise financeira. O imóvel é o bem mais precioso que as famílias têm, então é a última prestação que eles deixam de pagar”, afirma Marcelo.

Adriana e Washington estavam desempregados quando pararam de pagar o financiamento, mas logo conseguiram dinheiro e, como não tinham recebido uma notificação do leilão, entraram na Justiça para não perder o apartamento. Já ganharam em duas instâncias. “O juiz determinou que eu posso usar o fundo de garantia para ajudar a liquidar a dívida. Então, eu tenho um valor no fundo que já dá e sobra da dívida que eu tenho. A gente tá procurando guardar também agora que eu tô trabalhando e ele tá se recolocando. Guardar todo mês uma quantia”, conta.

Marcelo dá uma dica para não passar por esse: “Quando você tem um imóvel financiado com o banco não pode deixar de pagar essas parcelas. Quando você percebe que vai ter dificuldade financeira pra fazer esse pagamento, já deve procurar a instituição bancária pra tentar uma renegociação”.

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2016/05/dobra-o-numero-de-imoveis-que-vao-para-leilao-por-falta-de-pagamento.html

 

0Shares
0