Home Artigos e notícias Conheça a campanha do movimento Maio Amarelo 2021

Conheça a campanha do movimento Maio Amarelo 2021

Conheça o movimento Maio Amarelo e fique por dentro das ações que visam reduzir os acidentes e mortes no trânsito.

17 de maio de 2021

string(4) "topo"

Todos os dias, diversas pessoas sofrem algum acidente no trânsito. De acordo com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), o Brasil registra uma média de 30 mil mortes por ano ocasionadas por acidentes de trânsito.

Nesse sentido, começou, no início deste mês, a campanha Maio Amarelo 2021. A ação é coordenada entre o poder público, iniciativa privada e sociedade civil e tem como eixo central a discussão acerca da segurança viária.

Compreenda como surgiu esse movimento e saiba como será a campanha deste ano.

O que é o Maio Amarelo?

É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito, que preza a segurança no trânsito para todos em qualquer situação.

De acordo com o portal oficial, “o movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo”.

Qual o objetivo do movimento?

A intenção do movimento é fomentar a discussões sobre o tema trânsito, mobilizando diversos setores da sociedade, entres eles:

  • órgãos de governos;
  • empresas;
  • entidades de classe;
  • associações;
  • federações;
  • sociedade civil organizada.

Assim sendo, o Maio Amarelo visa estimular a população a participar ativamente de discussões sobre o trânsito e segurança viária por meio da promoção de ações para propagar o conhecimento sobre o assunto.

Como surgiu o movimento Maio Amarelo?

No dia 11 de maio de 2011 foi criada a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, pela Organização das Nações Unidas (ONU). Por essa razão, o mês de maio se tornou referência mundial para a realização de ações que prezam pela segurança no trânsito.

De acordo com a OMS, em 2009, ocorreram cerca de 1,2 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países diferentes. A partir dessa estimativa, a ONU estabeleceu e recomendou aos membros a criação de um plano para estabilizar e reduzir o número de mortes

Na 3ª Conferência Global de Segurança Viária, promovida pela ONU/OMS, realizada na Suécia, em fevereiro do ano passado, esses dados foram atualizados, totalizando 1,35 milhão de mortes no trânsito.

O Brasil é um dos países-membros que aderiu a agenda da Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011- 2020 para reduzir em 50% as mortes em acidentes de trânsito.

Nesse sentido, em 2014 aconteceu a primeira edição da campanha do movimento Maio Amarelo em território nacional.

Desde então, segundo dados do DataSUS, o país já apresentou uma diminuição nos óbitos causados por acidentes de trânsito no período do ano de 2015 a 2019, registrando uma redução de 7% ao ano, diminuindo os acidentes em 30% em nove anos.

Dessa forma, a estimativa constitui o resultado de uma série de ações implementadas pelo Governo Federal e pelos governos estaduais e municipais, como:

  • campanha anual do movimento Maio Amarelo;
  • criação da Semana Nacional de Trânsito que é comemorada anualmente no período compreendido entre 18 e 25 de setembro, conforme define o art. 326 do  Código de Trânsito Brasileiro (CTB);
  • intensificação de fiscalização;
  • blitz da Lei Seca;
  • medidas de engenharia de tráfego;
  • modernização das rodovias;
  • alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), entre outras.

Ademais, a cor amarela foi escolhida porque simboliza a sinalização de atenção e advertência no trânsito.

Também pode te interessar:

Lei de trânsito atualizada: confira quais são as principais modificações
9 direitos dos portadores de Síndrome de Down
Julho Verde: combate ao câncer de cabeça e pescoço

Quanto mata o trânsito no Brasil?

Estimativas do portal InfosigaSP (um banco de dados com informações de acidentes de trânsito do Estado) apontam que o tráfego brasileiro mata uma pessoa a cada 15 minutos.

Além disso, mais de 1,6 milhão de pessoas ficaram feridas nos últimos 10 anos, ao custo de quase R$3 bilhões ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Assim, o Brasil está na quarta posição entre os países com mais mortes em acidentes de trânsito no mundo, de acordo com estudo de 2019 da Organização Mundial da Saúde (OMS), ficando atrás apenas da China, Índia e Nigéria.

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), a cada dois minutos, um ser humano sofre sequelas por causa de ferimentos derivados de acidentes no trânsito.

Segundo o Corpo de Bombeiros, somente no estado de São Paulo, foram atendidas 72.555 ocorrências de acidentes de trânsito com vítimas.

Todavia, de acordo com dados estatísticos do InfosigaSP, o cenário brasileiro é positivo, tendo em vista que, de 2019 até o momento, o número de acidentes fatais vem diminuindo gradualmente, como é possível observar nas tabelas abaixo:

maio-amarelo-2021-acidentes-trânsito-fatais-2019
Tabela 1: quantidade de acidentes fatais no ano de 2019. | Fonte: InfosigaSP
maio-amarelo-2021-acidentes-trânsito-fatais-2020
Tabela 2: quantidade de acidentes fatais no ano de 2020. | Fonte: InfosigaSP
maio-amarelo-2021-acidentes-trânsito-fatais-2021
Tabela 3: quantidade de acidentes fatais no ano de 2021. | Fonte: InfosigaSP

Campanha Maio Amarelo 2021

Este ano o slogan da campanha é “Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito”.

Nessa mesma via, o ONSV esclarece, em seu portal eletrônico, que o objetivo da campanha “é promover a empatia e a humanização das estatísticas de acidentes de trânsito e chamar atenção sobre como a impaciência e a intolerância refletem nas atitudes das pessoas quando estão dirigindo”.

Desde a primeira edição, o ONSV é responsável por preparar a campanha publicitária e, ao longo das sete edições do Maio Amarelo, já foram abordados temas que vão desde o “Atenção pela Vida” em 2014, até o “Perceba o Risco. Proteja a Vida” em 2019.

No mais, a campanha 2021 do Movimento Maio Amarelo pretende provocar reflexões sobre atitudes que, de acordo com o ONSV, “têm faltado nos últimos tempos em diversos ambientes de convivência: o respeito e a responsabilidade”.

Contudo, a mensagem da campanha deste ano traz a empatia como o carro chefe da convivência e pede para que “não façamos para o outro o que não queremos que alguém faça a nós”.

Por fim, todo o material da campanha está disponível para download no site do movimento e a utilização é gratuita.

Logo, qualquer empresa, entidade ou órgão público pode inserir sua logomarca nas mais de 23 peças publicitárias disponíveis em português, inglês e espanhol.

Para fazer o download, basta acessar o portal do Maio Amarelo ou do ONSV.

Imagem em destaque: Freepik (@pch.vector)

0Shares
0