Home Artigos e notícias ANS suspende comercialização de 35 planos de saúde Oito operadoras terão serviço interrompido; 272 mil beneficiários são afetados

ANS suspende comercialização de 35 planos de saúde Oito operadoras terão serviço interrompido; 272 mil beneficiários são afetados

03 de junho de 2016

RIO – A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta sexta-feira uma lista de planos de saúde que terão a comercialização suspensa devido a reclamações relativas à cobertura assistencial, como atendimento ruim e demorado. A partir do dia 10 de junho, oito operadoras terão que suspender temporariamente a comercialização de 35 planos de saúde. A medida faz parte do monitoramento periódico realizado pela reguladora pelo Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento.

Os planos de saúde suspensos possuem, juntos, 272 mil beneficiários. Estes clientes continuam a ter a assistência regular a que têm direito, ficando protegidos com a medida, uma vez que as operadoras terão que resolver os problemas assistenciais para que possam receber novos beneficiários.

No primeiro trimestre, a ANS recebeu 14.589 reclamações. Desse total, 12.022 queixas foram consideradas para análise pelo programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento. Segundo a agência, mais de 90% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pelo órgão.

Das oito operadoras com planos suspensos neste ciclo, três já tinham planos em suspensão no período anterior.

A ANS informou que, paralelamente à suspensão, sete operadoras voltarão a comercializar 35 produtos que estavam impedidos de serem vendidos devido à comprovação da melhoria no atendimento aos beneficiários. Dessas empresas, cinco foram liberadas para voltar a comercializar todos os produtos que estavam suspensos e duas tiveram reativação parcial.

As oito operadoras são:

– Unimed-Rio Cooperativa de Trabalho Médico do Rio de Janeiro (18 planos);

– Unimed Montes Claros Cooperativa de Trabalho Médico (1 plano);

– Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão (4 planos);

– Unilife Saúde (2 planos)

– Federação das Sociedades Cooperativas de Trabalho Médico do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima (4 planos);

– Unimed Norte/Nordeste – Federação Interfederativa das Sociedades Cooperativas de Trabalho Médico (2 planos);

PUBLICIDADE

– Medisanitas Brasil Assistência Integral à Saúde (2 planos) e

– Associação Santa Casa Saúde de Sorocaba (2 planos).

Procuradas pelo GLOBO, apenas Unimed-Rio e Santa Casa Sorocaba tiveram porta-voz encontrado. A Unimed-Rio ressaltou que as suspensões não trazem impacto sobre o atendimento aos seus clientes. A Santa Casa Sorocaba informou que ainda não havia sido notificada pela reguladora.

http://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/ans-suspende-comercializacao-de-35-planos-de-saude-19439343

0Shares
0