Home Artigos e notícias 10 dicas para comprar passagem aérea mais barata

10 dicas para comprar passagem aérea mais barata

Confira as dicas infalíveis para adquirir passagem aérea mais barata e economize no planejamento orçamentário de sua viagem.

15 de julho de 2021

string(4) "topo"

O deslocamento é uma das despesas mais altas no orçamento de uma viagem, principalmente, quando é feito de avião.

Todavia, existem algumas práticas que podem auxiliar o viajante a encontrar uma passagem aérea com preço mais acessível

Descubra, a seguir, algumas das principais estratégias para economizar na hora de comprar a passagem aérea.

1. Compare preços e condições de passagem aérea

Para as pessoas que gostam de viajar de maneira econômica, é muito importante criar uma rotina de pesquisa frequente.

Logo, vale pesquisar com bastante tempo, procurando sempre pelos menores preços.

Nesse sentido, existem diferentes agências e companhias aéreas no mercado e cada uma delas oferece condições próprias, desde que, sejam respeitadas as regras impostas pela Anatel.

Na internet, estão disponíveis diversos mecanismos de busca que auxiliam nessa pesquisa. Portanto, utilize diferentes sites para encontrar a sua passagem aérea ideal.

Por fim, compare o preço de acordo com a data de embarque, com a companhia aérea e, até mesmo, com o horário de seu voo.

2. Cadastre-se nos sites especializados para receber alertas de preço de passagem aérea

Além de utilizar as ferramentas acima para fazer suas pesquisas, é importante cadastrar, sempre que possível, seu e-mail para receber alertas de promoções.

A maioria dos sites e aplicativos oferecem essa função que pode ser fundamental para não perder nenhuma oportunidade de comprar a passagem aérea mais barata.

Seguir as companhias aéreas e os sites buscadores de voo nas redes sociais também pode ajudar, uma vez que, a maior parte das empresas costuma anunciar em suas redes sociais as promoções comerciais

3. Prefira voos com escala/conexão

Os voos com escalas são normalmente mais baratos do que voos diretos, uma vez que, a maioria das pessoas prefere voos diretos, pois estes economizam tempo.

Logo, os voos com escala/conexão são mais baratos porque quem exige realizar voos sem paradas está realmente disposto a pagar mais por isso.

Por outro lado, algumas companhias aéreas oferecem a possibilidade de um “stop over”, uma parada gratuita por alguns dias na cidade onde será feita a conexão

Dessa forma, é possível visitar dois destinos pagando apenas uma passagem aérea.

4. Seja flexível nas datas e destinos

Quando não se tem dias específicos para viajar, há grandes chances de encontrar preços mais baixos.

Portanto, sempre que possível, use a flexibilidade a seu favor. Isso vale tanto para as datas, quanto para a escolha do destino. 

Além disso, evite viajar em semanas com feriados ou durante as férias (escolares e de verão).

5. Compre sua passagem aérea com antecedência

Comprar sua passagem aérea com antecedência pode gerar ótimos descontos, até mesmo no período de alta temporada.

Quando as datas especiais se aproximam, os preços sobem. Então, programe-se para adquirir sua viagem com, pelo menos, cinco ou seis meses de antecedência.

Ao adquirir as passagens com antecedência, pode-se economizar até 30% em relação aos valores ofertados próximos à data da viagem.

dicas-para-comprar-passagem-aérea-mais-barata
Antes de adquirir a passagem aérea verifique a reputação da companhia e sempre fique atento aos horários dos voos. | Imagem: Freepik (@Rawpixel.com)

Também pode te interessar:

Como funciona a passagem de avião para crianças?
Como remarcar uma passagem internacional
Reembolso de passagens aéreas na pandemia

6. Open Jaw

Caso a ideia seja conhecer mais de um lugar durante sua viagem, uma boa opção para economizar com passagem aérea é o open jaw.

Isso significa que na hora de comprar sua passagem aérea, a ida será para um destino e o embarque da volta não será pela mesma cidade que você chegou.

Todavia, antes de utilizar esse tipo de serviço, é essencial pesquisar inicialmente as opções de voos, datas e preços, considerando seu interesse de origem e destino final. 

7. Opte por viajar nas baixas temporadas

A alta temporada também influencia no valor das passagens. Portanto, ao optar por viajar nas baixas temporadas, é possível encontrar passagens aéreas mais acessíveis e viáveis financeiramente.

Lembre-se, a alta temporada é o período de maior demanda em qualquer lugar, tendo em vista que, nesses períodos, tudo fica mais caro, já que o volume de turistas é maior. 

Por isso, viajar fora da alta temporada é uma dica importante para quem pretende economizar no passeio.

8. Fique atento aos dias e horários mais baratos para voar

Apesar das suas particularidades, o mercado de passagens aéreas funciona basicamente como sistema clássico de procura e oferta. Ou seja, os preços sobem quando há muita procura e baixam quando ninguém quer voar.

Isso vale tanto para questões de baixa e alta temporada, como para os dias da semana e horários que você pretende viajar.

Terças, quartas e sábados costumam ter os preços mais baixos. Aos domingos e às sextas-feiras, normalmente, são oferecidas as passagens mais caras.

Ademais, os voos noturnos também costumam ser mais em conta.

9 – Utilize companhias aéreas low cost

As empresas aéreas low cost nada mais são do que companhias que enxugam ao máximo as suas despesas e, assim, podem vender suas passagens a preços mais baixos

Esses tipos de voos destinam-se a aeroportos periféricos, em horários menos concorridos, não há serviço de bordo ou este é pago à parte, as vendas acontecem somente pela internet e a bagagem despachada é cobrada à parte.

Enfim, vale destacar que cada empresa possui suas próprias regras.

10 – Viaje de avião apenas com a bagagem de mão

O despacho de bagagem é um dos maiores custos dentro da tarifa aérea.

Assim, sempre que possível, escolha viajar só com uma bagagem de mão e procure por passagens que não incluam bagagem despachada na tarifa.

Entretanto, esteja atento quanto às regras de bagagem de mão, pois cada companhia aérea tem as suas regras com relação às dimensões e peso, além da possibilidade de levá-la à bordo, dado que a nova tendência é que algumas companhias cobram até pela sua bagagem de mão se ela não couber embaixo do assento na sua frente.

Imagem em destaque: Freepik (@pch.vector)

0Shares
0